Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Vermelho

Fraternidade



Terça-feira, 03.01.17

Logan

Já em março chega-nos a terceira incursão solo de Wolverine pelo cinema. Mas desta vez não é bem solo. Na verdade, qualquer bom fã de Wolverine não pode ter deixado de sorrir ao ver o trailer de Logan. É que o que ali encontramos é uma clara referência ao atual estado do universo Marvel no que toca a Wolverines. E o plural não está ali por engano.

 

Mas vamos por partes.

 

Com o recente relançamento do Universo Marvel, alguns dos universos paralelos secundários foram fundidos com o universo principal. Primeiro aspeto a ter em conta. 

Acresce que também recentemente - perdoem-me os que ainda não sabem - o Wolverine morreu. É verdade (eu próprio ainda não estou em mim, mas enfim, a vida continua). 

Ora, estes dois dados - a fusão dos universos paralelos e a morte de Wolverine - deu origem a que no universo único e principal que agora existe, existam na verdade dois Wolverines: um que veio de um universo paralelo, de seu nome Old Man Logan, um Wolverine envelhecido, e X-23, também conhecida como Laura Kinney ou, simplesmente, a All-New Wolverine, uma miúda que é uma irmã genética do Wolverine original, de seu nome Logan (aliás, James Howlett) e que agora está morto.

 

Admito, isto é um bocado confuso. E até março é complicado conseguirem ler tudo o que poderia permitir-vos perceber isto um pouco melhor. Por isso achei por bem sugerir umas leituras que são possíveis fazer até março e que permitem chegar à estreia do filme percebendo porque está um velho Logan de mãos dadas com uma miúda (não sei se é um Logan envelhecido mas ainda original ou se é já o Old Man Logan pós-fusão de universos, mas tendo que apostar, iria por uma mistura de ambas, sobretudo tendo em conta que o filme é para uma audiência mais vasta). 

 

A primeira coisa a ler é o Origin e o Origin II, duas séries, compiladas em paperback, sobre a origem de Wolverine. Depois não é má ideia ler todos os cinquenta números de Wolverine: Origins, que expande a história sobre a origem de Wolverine. De seguida é boa ideia ler o paperback de Old Man Logan (2010), para se ficar com uma ideia de que é este Wolverine envelhecido. Com isto na bagagem é altura de ler dois paperback sobre X-23. Primeiro deve ler-se X-23 Innocence Lost e depois X-23 Target X. Com isto já dá para ficar com uma ideia da origem da nova Wolverine e da sua relação com o Wolverine original (claro que se tiverem um pouco mais de tempo podem simplesmente ler tudo o que há sobre a X-23, recentemente compilado pela Marvel em dois volumes). Se tiverem ainda mais tempo, também tem piada, embora num registo muito juvenil, ler os vinte números de Wolverines, uma série que conta as peripécias de vários mutantes ligados de alguma forma ao Wolverine original (entre os quais X-23) e a sua busca pelo cadáver de Wolverine. Com isto lido, o prazer que tirarão deste trailer e, sem dúvida, do filme que este anuncia, será muito maior (já nem falando da banda sonora do trailer, que entra para o top5 de bandas sonoras de trailers):

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Domingos Farinho às 00:18

Segunda-feira, 02.01.17

Atualização de obras publicadas

Regras especiais de contratação pública: os serviços sociais e outros serviços específicos

 

in Maria João Estorninho e Ana Gouveia Martins (coord.), Atas da Conferência - A Revisão do Código dos Contratos Públicos, Lisboa, Instituto de Ciências Jurídico-Políticas da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, pp. 81-98.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Domingos Farinho às 23:52


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D




Trabalhos publicados

- A Suspensão de Eficácia dos Actos Administrativos em Acção Popular


(in Revista da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, Vol. XLII - N.º 2, 2001, Coimbra Editora);


- Em Terra de Ninguém - Da interrupção e suspensão de obras em terrenos expropriados - Ac. do STA de 24.10.2001, P.º 41624


(in Cadernos de Justiça Administrativa, n.º 49, Janeiro/Fevereiro, 2005, CEJUR - Centros de Estudos Jurídicos do Minho);


- As Regras do Recrutamento Parlamentar Partidário em Portugal


(in Revista da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, Vol. XLVI - N.º 1, 2005, Coimbra Editora);


- Intimidade da Vida Privada e Media no Ciberespaço, Coimbra, Almedina, 2006


- Para além do Bem e do Mal: as Fundações Público-Privadas


(in Estudos em Homenagem ao Professor Marcello Caetano, no Centenário do seu nascimento, Vol. I,Coimbra Editora, 2006);


- Todos têm direito à liberdade de imprensa? - a propósito do caso Apple v. Doe no Tribunal de Apelo do Estado da Califórnia


(in Jurisprudência Constitucional, n.º 12, Outubro-Dezembro, 2006, Coimbra Editora);


- O Direito Fundamental de Fundação - Portugal entre a Alemanha e a Espanha


(in Estudos em Homenagem ao Prof. Doutor Sérvulo Correia, Vol. I, Coimbra Editora, 2010);


- Alguns problemas de governo fundacional de uma perspectiva normativa-orgânica


(in O Governo das Organizações - A vocação universal do corporate governance, Coimbra, Almedina, 2011);


- As fundações como entidades adjudicantes


(in Revista dos Contratos Públicos, n.º 4, 2012);


- Brevíssimo balanço do regime jurídico das pessoas colectiva de utilidade pública: uma perspectiva fundacional


(in Estudos de Homenagem ao Prof. Doutor Jorge Miranda, Volume IV - Direito Administrativo e Justiça Administrativa, Coimbra, Coimbra Editora, 2012);


- Empresa e fundações: uma união mais forte?


(in Revista de Direito das Sociedades, Ano IV (2012), n.º 1, Coimbra, Almedina)


- Governo das Universidades Públicas (brevíssimo ensaio introdutório jurídico-normativo)


(in O Governo da Administração Pública, Coimbra, Almedina, 2013);


Breve comentário ao âmbito de aplicação do Código do Procedimento Administrativo, na versão resultante da proposta de revisão


(in Direito&Política / Law&Politics, n.º 4, Julho-Outubro, 2013, Loures, Diário de Bordo)


A propósito do recente Decreto-Lei n.º 138/2013, de 9 de Outubro: a escolha dos parceiros do Estado para prestações do Estado Social - em particular o caso das IPSS na área da saúde


(in e-pública - Revista Electrónica de Direito Público, n.º 1, Janeiro 2014);


O alargamento da jurisdição dos tribunais arbitrais

(in Gomes, Carla Amado; Neves, Ana Fernanda; e Serrão, Tiago, O anteprojecto da revisão do Código de Processo nos Tribunais Administrativos e do Estatuto dos Tribunais Administrativos e Fiscais em debate, Lisboa, AAFDL, 2014, p. 421 a 429)


- Fundações e Interesse Público , Coimbra, Almedina, 2014


O âmbito de aplicação do novo Código do Procedimento Administrativo: regressar a Ítaca

(in Gomes, Carla Amado; Neves, Ana Fernanda; e Serrão, Tiago, Comentários ao Novo Código do Procedimento Administrativo, Lisboa, AAFDL, 2015, p. 121 a 150)


Seleção de administradores designados pelo Estado em fundações privadas com participação pública

(in Vários, A designação de administradores, Lisboa, Almedina, 2015, p. 345 a 365)


Interesse público e poder judicial

in Repolês, Maria Fernanda Salcedo e, Dias, Mariz Tereza Fonseca (org.), O Direito entre a Esfera Pública e a Autonomia Privada, Volume 2, Belo Horizonte, Editora Fórum, 2015;


As vantagens da arbitragem no contexto dos meios de resolução de conflitos administrativos

in Gomes, Carla Amado / Farinho, Domingos Soares/ Pedro, Ricardo (coord.) Arbitragem e Direito Público, Lisboa, AAFDL Editora, 2015, p. 485 a 502


A sociedade comercial como empresa social - breve ensaio prospetivo a partir do direito positivo português

in Revista de Direito das Sociedades, Ano VII (2015), n.º 2, Coimbra, Almedina, p. 247-270;


Global (normative) public interest and legitimacy: A comment on Gabriel Bibeau-Picard

in e-publica Revista Eletrónica de Direito Público, n.º 6, dezembro 2015


(Un)Safe Harbour: Comentário à decisão do TJUE C-362/14 e suas consequências legais

in Forum de Proteção de Dados, n.º 02, Janeiro 2016, p. 108-124


Empresa Social, Investimento Social e Responsabilidade pelo Impacto

in Impulso Positivo, n.º 31, janeiro/fevereiro 2016, pp. 42-43


A arbitragem e a mediação nos títulos de impacto social: antecipar o futuro

in Arbitragem Administrativa, n.º 2, 2016, CAAD


Regras especiais de contratação pública: os serviços sociais e outros serviços específicos

in Maria João Estorninho e Ana Gouveia Martins (coord.), Atas da Conferência - A Revisão do Código dos Contratos Públicos, Lisboa, Instituto de Ciências Jurídico-Políticas da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, pp. 81-98.


O tratamento de dados pessoais na prossecução do interessse público e o Regulamento Geral de Proteção de Dados: uma primeira abordagem

in Martins, Ana Gouveia et al. (ed.), “IX Encontro de Professores de Direito Público”, Lisboa, Universidade Católica Editora, 2017, pp. 67-76


As políticas públicas de resolução alternativa de litígios: da alternatividade rumo à seleção apropriada

in Rodrigues, Maria de Lurdes et al. (ed.), “40 anos de políticas de justiça em Portugal”, Coimbra, Almedina, 2017, pp. 331-368




subscrever feeds


Agradecimento

O fotograma que serve de fundo a este blog foi retirado do filme "Rouge", de Krzysztof Kieslowski, de 1994.


Ao Pedro Neves, da equipa dos Blogs Sapo, um agradecimento especial pela sua disponibilidade e ajuda.